Pagamento

O Cliente tem à sua disposição as seguintes formas de pagamento:

• Transferência bancária: A encomenda deverá ser paga pelo respetivo valor previamente à sua expedição, identificando devidamente a referência de encomenda.

• Pay-pal: A encomenda pode ser paga pelo respetivo valor no próprio site, através da sua conta Pay-pal.

• Dados para transferência:

TRILHOS ENERGÉTICOS - SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS, LDA.

Banco: Caixa Crédito Agrícola
IBAN: PT50 0045 3400 4026 1031 66 332

OU

Banco: Caixa Geral de Depósitos
IBAN: PT50 0035 0594 0002 7919 73062

ATENÇÂO: A encomenda só será processada após a recepção do comprovativo (imagem, digitalização, pdf., etc.) da transferência bancária. Email: geral@trilhosenergeticos.pt

• Dados da empresa:
NIF: 510 876 811
Email: geral@trilhosenergeticos.pt
Telefone: [351] 239 474 355
Morada: Parque Industrial da Espinheira, Ed. Admin. S10 – Apart. 108; 3360-062 Figueira de Lorvão, Penacova – Portugal

 

Condições de compra:

• Ao efetuar uma encomenda através deste website, faz uma proposta para comprar produtos que selecionou no âmbito destas Condições Gerais de Venda.

Aos valores apresentados no website "autoconsumoportugal.pt" é acrescentado o valor do transporte, que em caso do equipamento ser levantado em loja será de 0€, que será faturado após a efetivação da encomenda. (Aplicável em compras via loja online, email ou telefone)

• A Autoconsumo Portugal oferece os seus produtos neste website dentro do limite dos seus fornecedores (stocks existente).

• O acesso ao site “http://autoconsumoportugal.pt” não dispensa o conhecimento prévio das condições gerais de utilização do seu conteúdo e respetivos serviços e implica que o utilizador e o visitante tenham conhecimento integral dos mesmos.

• Na falta de disponibilidade do produto, a Autoconsumo Portugal compromete-se a informar o Cliente do novo prazo de entrega facultado pelo seu fornecedor (caso se verifique) e, caso o Cliente não o aceite ou no caso de total indisponibilidade, a reembolsar os montantes que eventualmente tenham sido pagos no prazo máximo de 8 (oito) dias a contar da data do conhecimento dessa indisponibilidade.